Peelings químicos

Utiliza um aparelho com sistema a vácuo que promove a pulverização e a aspiração simultânea de cristais de óxido de alumínio sobre a área tratada. Sem contra-indicações, o Peeling de Cristal apresenta resultados de melhora do tônus e textura da pele já na primeira sessão. Durante o procedimento é retirada, suavemente, a camada mais externa da pele e, com isso, estimula o crescimento de uma nova camada e a produção de colágeno. Assim, o rosto ganha uma textura macia e delicada.

Esse é um dos procedimentos estéticos mais realizados nos Estados Unidos e, pela sua simplicidade e rápida recuperação, é chamado de lunch peel (peeling na hora do almoço), pois o paciente pode retornar imediatamente às suas atividades.

Após a avaliação da paciente, determina-se o número de sessões necessárias, que pode variar de três a dez. A recomendação é de sempre iniciar com um peeling superficial e aumentar, progressivamente, a sua profundidade. Isso é definido de acordo com a pressão na pele exercida pelo profissional.

A técnica trata sequelas de acne, sulcos, rugas superficiais e profundas (rejuvenescimento), hipercromias (manchas) em geral, estrias e poros dilatados. O procedimento é simples, com duração de 20 a 30 minutos. A técnica é praticamente indolor, não                                                                                                                    é invasiva e não necessita de nenhum tipo de anestesia.