Depilação a Laser

O laser de depilação tem alta afinidade pela melanina do pelo, ou seja, a energia proveniente do laser é absorvida pela melanina e conduzida até papila do folículo. A quantidade de energia armazenada na raiz (papila) provoca a necrose hialina, ou seja, a cauterização do folículo piloso. Entretanto não é correto o termo “depilação definitiva” já que os pelos podem voltar a crescer principalmente em homens, mulheres com problemas hormonais e ovários policísticos.

Podemos afirmar que a depilação a laser é o meio mais eficaz para redução dos pelos, ou seja, o reaparecimento dos pelos será um processo muito mais lento (meses ou anos) do que em outros métodos tradicionais de depilação. Além disso, esses novos pelos costumam nascer mais finos, claros e espaçados.

Dependendo do tom de pele, da cor do pelo e de fatores hormonais, uma manutenção pode ser necessária (1 vez ao ano por exemplo).Para obter bons resultados é necessário realizar o procedimento na fase correta do pelo (anágena), entretanto, se não estiver na fase ideal a energia do laser não atingirá a papila, e consequentemente a mesma não será destruída, fazendo com que o pelo volte a crescer, elevando o número de sessões.

principais indicações

  • pelos encravados (folículite);
  • hirsutismo (excesso de pelos);
  • necessidades estéticas e profissionais.